quarta-feira, 28 de Janeiro de 2009

EndoMarketing




“Endo” provém do grego e quer dizer “acção interior ou movimento para dentro”. Endomarketing é, portanto, marketing para dentro. Exemplificando, conseguimos explicar este conceito se percebermos que este consiste na utilização de modernas ferramentas de marketing, que são unicamente dirigidas ao público interno das organizações. São, então, acções estruturais que tentam modificar o interno para melhor se atingir o externo.
Foi Saul Faingaus Bekin que inventou o termo. Este autor de vários livros sobre o endomarketing, e que serviram de fonte a este pequeno texto, define esta noção da seguinte forma: “acções gerenciadas de marketing eticamente dirigidas ao público interno (funcionários) das organizações e empresas focadas no lucro, das organizações não-lucrativas e governamentais e das do terceiro sector, observando condutas de responsabilidade comunitária e ambiental.”
Aquilo que eu interpreto do conceito, e que é portanto o que se aplica na prática é dar ao funcionário instrução, afeição e atenção, para que este se torne bem preparado e informado para que possa tornar-se também uma pessoa criativa e feliz, capaz de surpreender, encantar e entusiasmar o cliente.
O que importa retirar do conceito é que nos últimos tempos chegou-se à conclusão, que numa disciplina como o marketing que tem vindo a ter um largo e rápido desenvolvimento e que tem como pedra basilar a comunicação, havia uma grande falha: a comunicação interna.
Assim, o principal objectivo do endomarketing é fortalecer as relações internas da empresa para mais facilmente se conseguir atingir as metas estabelecidas. O Endomarketing surge como elemento de ligação entre o cliente, o produto e o empregado. E "vender" um produto, uma ideia, um posicionamento de marketing para o funcionário passa a ser tão importante quanto para o cliente. Significa torná-lo aliado no negócio, responsável pelo sucesso da corporação e igualmente preocupado com o seu desempenho.

Vantagens:
suprir a necessidade de comunicação interna
os empregados passam a acreditar nos produtos e a conseguir vende-los melhor
corrigir falhas da empresa
capacita o empregado a responder a qualquer pergunta interna

desvantagens
a implementação é mais cara do que se possa pensar
muitas vezes é usado apenas em situações de emergência, e sem o seu carácter continuado perde-se o verdadeiro objectivo
pode ter um efeito adverso num funcionário incompetente

Exemplos:
Colóquios com o intuito de motivar
almoços com o presidente da empresa
eventos e acções de incentivo


Fontes:
"Endomarketing"
“Conversando sobre Endomarketing”
“Endomarketing, como praticá-lo com sucesso”
“endomarketing de A a Z”

1 comentário:

Ana Paula Cruz disse...

Comento todo o blog:
De uma forma geral, ok, embora a exploração multimédia seja fraca. Poderia enriquecer o discurso com citações e n vi assim erros de percepção das técnicas